Mitos e verdades sobre lentes de contato



A utilização de lentes de contato é a melhor saída para quem leva uma vida mais ativa, como já vimos em posts anteriores. Mas tanto seus usuários como quem deseja aderir à elas ainda apresentam dúvidas sobre sua utilização. Baseando-se na opinião de especialistas, separamos algumas dúvidas e as respostas, para esclarecer com facilidade este tabu.


A melhor maneira de higienizar as lentes de contato é com soro fisiológico.

Mito. Quando a lente é guardada no soro, fica desprotegida e vulnerável a contaminação por fungos e bactérias. Isso acontece porque o líquido não possui agente de desproteinização, desinfetante ou lubrificante necessários para a conservação da lente. O ideal é usar produtos específicos para a higienização e hidratação das lentes.


As lentes de contato podem se perder por trás dos seus olhos.

Mito: É fisicamente impossível que uma lente de contato se perca “atrás” do seu olho. Uma membrana fina cobre o seu olho e está ligada ao interior das suas pálpebras. Sendo assim, a lente não consegue se mover para além da superfície frontal.


As lentes de contato são desconfortáveis.

Depende. O desconforto das lentes pode estar associado a diversos fatores. Com a evolução dos materias de fabricação dos produtos e as novas gerações de lentes de contato isso não ocorre mais.

Se você sente-se desconfortável com o produto, a melhor maneira de saber o motivo é falando com o seu Oftalmologista. 

As lentes de contato podem ficar grudadas nos seus olhos.

Mito: Na maioria dos casos, as lentes de contato são facilmente retiradas, utilizando o método recomendado pelo seu Oftalmologista. As lentes de contato sempre podem ser retiradas com um pouco de paciência. Em caso de dificuldade, entre em contato com o seu Oftalmologista.


Crianças e adolescentes não podem usar lente.

Mito. Os pequenos também podem usar as lentes de contato. Mas o problema dessa atitude está ligado à manutenção. Normalmente as crianças não têm o cuidado necessário para conservar o produto. Se os pais permitirem que o filho substitua os óculos por lentes, devem ficar atentos se a higienização e o manuseio estão sendo feitos de maneira correta.


É difícil cuidar das lentes de contato.

Mito. As lentes de contato requerem cuidados simples e quase não dão trabalho. As atuais lentes descartáveis gelatinosas requerem, geralmente, apenas um tipo de solução tanto para para friccionar e lavar quanto para guardar as lentes. As lentes descartáveis diárias nem precisam de limpeza, bastando serem jogadas fora no final de cada dia.


Não existem lentes de grau coloridas

Mito. É possível corrigir problemas de visão e ao mesmo tempo mudar o visual. Mas a consulta a um especialista não está descartada, pois em alguns casos elas são contraindicadas. Problemas na visão como olhos secos, astigmatismo médio e alto, distorção ou irregularidades de córnea são alguns que impedem o uso.


As lentes de contato podem saltar dos meus olhos e se perderem.

Mito. Com a escolha e a adaptação adequadas, as lentes devem se manter no lugar quase todo o tempo. Mesmo na rara eventualidade de uma lente gelatinosa sair do lugar, ela se mantém no seu olho até que você possa colocá-la no lugar ou remove-la.

As pessoas com mais de 40 anos não podem usar lentes de contato.

Mito. As lentes de contato podem ser usadas por pessoas de todas as idades, incluindo as pessoas com mais de 40 anos, graças às lentes de contato bifocais e multifocais e às lentes de contato regulares, usadas no esquema de correção “monovisão”. Mesmo que os olhos se tornem mais secos à medida que as pessoas envelhecem, os materiais das lentes de contato da nova geração podem oferecer um melhor conforto ao longo de todo o dia.

As infecções nos olhos são comuns se utilizar lentes de contato.

Mito. Problemas de saúde relacionados com as lentes podem ocorrer, mas estão geralmente associados a más rotinas de limpeza ou a outras questões relacionadas com os cuidados. Siga as orientações do seu Oftalmologista sobre utilização e cuidados corretos para, assim, poder reduzir significativamente o risco de infecções.

Não existem lentes de contato para astigmatismo.

Mito. As pessoas com astigmatismo podem desfrutar de toda a liberdade e os benefícios das lentes de contato tóricas. Existe produtos que combinam o Desenho de Estabilização Acelerada que pode ajudar a alinhar naturalmente as suas lentes cada vez que você piscar, com a uma tecnologia que permite um conforto superior, mesmo em ambientes secos, com ar-condicionado, ou quando você passa muitas horas trabalhando no computador.


Dormir com lentes de contato pode prejudicar os olhos. 

Depende. Essa é uma afirmação que varia de caso para caso. Se a lente for apropriada para dormir e o metabolismo da córnea, combinado ao da lágrima, sustentarem a lente nos olhos durante o sono, tudo bem. O melhor é procurar um especialista que avalie seu caso, mas antes disso, não se arrisque.


Quem usa lente de contato deve ter um par de óculos reserva. 

Verdade. Isso é mesmo aconselhado. Afinal, sempre haverá o risco de perder uma das lentes. Além disso, doenças oculares, como a conjuntivite, não combinam com lente e o uso dos óculos é necessário.

Fonte: Sergey Cusato Jr para a Revista Viva Saúde, e Johnson's & Johnson's