Lentes de contato x envelhecimento


À medida que envelhecemos, certas alterações são inevitáveis. Embora você possa estar preparado para a melhor idade, pode ser oportuno considerar as maneiras pelas quais esta fase afeta sua visão e o uso de lentes de contato. Mesmo que tenha usufruído de uma visão 20/20 por toda sua vida, a partir dos quarenta anos aumenta bastante a possibilidade de aparecer uma nova condição ocular.

O distúrbio ocular mais comum associado à idade é a presbiopia, que normalmente diminui a capacidade de focalizar objetos muito próximos: pode ser difícil ler texto com letras pequenas, visualizar menores detalhes, etc. Em certo momento será necessário consultar o seu oftalmologista, pois um óculos para leitura não será suficiente para a correção total do problema. E o quanto antes, melhor.

Como as lentes de contato podem ajudar


Independentemente da necessidade, corrigindo pela primeira vez a visão ou sendo um antigo usuário necessitando apenas de um ajuste nos graus, as lentes de contato podem ajudar a tratar uma variedade de condições oculares, incluindo a presbiopia associada à idade. Mesmo que você saiba que precisa de lentes bifocais, as lentes de contato podem oferecer uma variedade de soluções. Lentes de contato são normalmente seguras para seus olhos em qualquer idade. Entretanto, se você decidir usá-las quando ficar mais velho, é fundamental realizar checkups periódicos com o seu oftalmologista. Por exemplo, o grau para sua visão pode se alterar com mais frequência à medida que envelhece, sendo necessário verificar se as lentes de contato estão atualizadas. Além do mais, é importante começar a fazer verificações periódicas de distúrbios visuais devido ao aumento da possibilidade de ocorrerem no envelhecimento.

Estudos demonstraram que determinados nutrientes podem ajudar a proteger seus olhos dos efeitos do envelhecimento. Nosso corpo não produz muitos desses nutrientes por si só, portanto devemos obtê-los através de dieta ou vitaminas, como pode ser conferido clicando aqui. Outro assunto já abordado em nosso blog é o caso de olhos secos. Embora existam muitas condições oculares associadas ao envelhecimento, incluindo glaucoma, catarata e degeneração macular, uma delas é de especial interesse para as pessoas que usam lentes de contato: a Síndrome do olho seco. À medida que envelhecemos, nossos olhos produzem menos lágrimas, ou lágrimas que secam mais rápido do que deveriam. Sem a umidade e a proteção proporcionadas por elas, nossos olhos podem desenvolver pontos ressecados e com sensação áspera. Esses são os sintomas da Síndrome do olho seco. O olho seco pode ser agravado por vários motivos, incluindo hormônios (razão pela qual mulheres entrando na menopausa são o grupo mais comum de pessoas que sofrem com olho seco), determinados medicamentos e clima. Para que as lentes de contato não absorvam parte da umidade de seus olhos, é necessário utilizar lentes de contato descartáveis e hidrofóbicas, que colaboram para a umidificação dos olhos durante o uso.

Soluções de desinfecção multipropósito podem também ajudar as lentes de contato a reter umidade até certo ponto, mas o tratamento mais comum para olho seco é o uso de lágrimas artificiais, que proporciona alívio duradouro para os sintomas do ressecamento ocular.

Consulte sempre seu oftalmologista antes de adotar qualquer método de correção.

Fonte: Alcon