Homens e mulheres veem o mundo de formas diferentes


Centro visual feminino privilegia a discriminação das cores, enquanto masculino é mais sensível a detalhes finos e estímulos rápidos


Os centros visuais do cérebro de homens e mulheres trabalham de forma diferente, segundo uma nova pesquisa publicada na revista BioMed Central. Enquanto os homens têm maior sensibilidade para detalhes finos e estímulos de movimento rápido, as mulheres são melhores em discriminar cores.

No cérebro há alta concentração de hormônios sexuais masculinos (andrógenos) receptores em todo o córtex cerebral, especialmente no córtex visual, responsável pelo processamento de imagens. Os andrógenos também são responsáveis ​​por controlar o desenvolvimento dos neurônios no córtex visual durante a embriogênese, o que significa que os homens têm 25% a mais desses neurônios do que as mulheres.

Pesquisadores do Brooklyn e Hunter Colleges, de Nova Iorque, compararam a visão de homens e mulheres maiores de 16 anos, alunos e funcionários dos ensinos médio e superior, com visão de cor normal e 20/20 vista (ou 20/20, quando corrigida por óculos ou lentes de contato).

Quando os voluntários foram obrigados a descrever cores mostradas através do espectro visível, tornou-se óbvio que a visão para cor dos homens foi deslocada, e que requeriam um comprimento de onda ligeiramente maior para definir a mesma tonalidade que as mulheres. Os homens também apresentavam uma gama mais ampla no centro do espectro, no qual eram menos capazes de discriminar entre as cores.

Uma imagem de barras claras e escuras foi usada para medir a sensibilidade de contraste e os voluntários tinham que escolher entre barras verticais e horizontais. Em cada imagem, quando as barras claras e escuras foram alternadas a imagem parecia tremer e, ao variar a rapidez com que as barras se alternavam, a equipe descobriu que a taxas moderadas de mudança de imagem, os observadores perdiam a sensibilidade para as mais próximas e ganhavam para as afastadas. No entanto, quando a mudança de imagem foi mais rápida ambos os sexos foram menos capazes de resolver as imagens ao longo de todas as larguras de barras. No geral, os homens são mais capazes de observar mais rapidamente a mudança das imagens que estavam mais próximas.

"Tal como acontece com outros sentidos, como a audição e o sistema olfativo, existem diferenças marcantes na visão de homens e mulheres. A testosterona tem um papel importante, de alguma forma, levando a conectividade diferente entre machos e fêmeas" — comentou o coordenador do estudo, Israel Abramov.

Leia mais sobre esse assunto neste link aqui.
fonte: O Globo