A visão e a melhor idade

Costumamos chamar de 'a melhor idade' aqueles que já comemoraram meio século de vida, quando finalmente a pessoa possui tempo para cuidar de si, de aproveitar o que a vida reserva de melhor. E para poder vivenciar isso, é necessário cuidar da saúde, e principalmente da visão de forma cuidadosa e dedicada, pois com o passar do tempo, a visão sofre alterações, exigindo talvez uma luz mais forte pra enxergar, ou tendo mais dificuldade em diferenciar tons de cores ou focalizar objetos, por exemplo. 
Nessa fase, o melhor método para não perder a qualidade de vida é visitar regularmente um oftalmologista. Ele é a melhor pessoa que mostrará ao paciente os problemas de visão que podem ser adquiridos por causa da idade, e quanto mais informação, maior a probabilidade de reconhecer problemas antes que ele se agrave. 


Exames periódicos


A melhor forma de proteger a visão é realizar exames periódicos, pois muitas doenças são curadas ou retardadas quando diagnosticadas em seu estágio inicial. Se o histórico familiar apresenta doenças oculares genéticas, consultas frequentes podem ser recomendadas pelo especialista.

Antes de visitar seu oftalmologista, é possível fazer uma avaliação simples e por conta própria em sua casa. Ele não substitui o exame completo da visão feito pelo especialista, mas ajuda a se preparar para responder as questões que o médico fará a você (se achar necessário, imprima-o e leve para a sua consulta). O questionário abaixo foi elaborado pela Bausch + Lomb, confira:

1. Identifique qualquer problema de visão que você apresenta.

( ) Perda aparente de visão

( ) Segura os objetos muito próximo aos olhos

( ) Esfrega os olhos excessivamente

( ) Fecha ou cobre um dos olhos

( ) Pisca mais do que o normal

( ) Aperta uma pálpebra contra a outra semifechando os olhos e franze a testa

( ) Apresenta olhos vesgos ou desalinhados

( ) Apresenta protrusão de um ou ambos os olhos

( ) Tem infecções oculares recorrentes

( ) Está com as pálpebras vermelhas, inchadas ou com crostas

( ) Está com os olhos inflamados ou lacrimejantes

( ) Outros

2. Descreva qualquer ferimento ou cirurgia ocular anterior.

Data

Hospital

Médico

Procedimento

3. Descreva qualquer outro tipo de problema de saúde.

Alergias

Problemas crônicos de saúde

Cirurgias

Outros

4. Anote o nome de qualquer remédio, receitado ou não, que você esteja tomando, independentemente de esse remédio ser ou não relacionado ao olho.

5. Identifique os problemas oculares que ocorrem ou já ocorreram na sua família.

( ) Miopia

( ) Hipermetropia

( ) Astigmatismo

( ) Glaucoma

( ) Cataratas

( ) Outros

Outro exame que pode ser realizado em casa é o teste de visão com a Tabela Snellen. Para isso, você precisará de um auxílio de outra pessoa. Basta colar o cartaz abaixo em uma parede vazia, sem janelas e a 1.5 metro do chão.


O próximo passo é sentar-se em uma cadeira com, aproximadamente, 3 metros de distância da parede. Faça o teste com seu óculos ou lentes de contato, caso utilize uma dessas opções. 
Outra pessoa deve cobrir um dos olhos de quem estiver realizando o teste, de preferência com algum objeto, e com uma lanterna, apontar para cada linha da tabela, começando de cima para baixo. O olho tampado deve estar aberto, e assim o 'paciente' deve ler cada uma das letras indicadas em voz alta. Cada linha possui um número ao lado, e o número correspondente à menor linha que foi lida corretamente deve ser anotado. O mesmo procedimento deve ser feito com o outro olho tampado.

Vale lembrar que a atenção com a visão deve ser redobrada com idosos que possuem diabetes, históricos de doenças oculares na família, hipertensão ou quem costuma realizar atividades que exige muito dos olhos, como o computador, por exemplo.