Uma vida colorida aos daltônicos

A vida dos daltônicos, apesar de normal, requer um pouco de adaptação para diversas coisas do dia a dia, já que quem sofre deste mal possui uma perturbação da percepção visual causada pela incapacidade de diferenciar algumas cores, principalmente entre o verde e o vermelho. Logo, o daltônico obedece o semáforo pela posição em que se encontra a luz, e não pela cor, por exemplo. 

Pensando em oferecer mais facilidade à essas pessoas, o professor de designer Miguel Neiva, da Universidade do Minho, em Portugal, criou o Color Add, um grupo de símbolos que promete ilustrar as cores para quem sofre desta deficiência visual. Levando em consideração que uma porcentagem relativamente alta de daltônicos nunca recebeu um diagnóstico de seu problema e precisam de ajuda para escolher as cores de suas roupas, Neiva criou um sistema em que os símbolos somados ao preto e branco ilustram as cores secundárias, indicando a tonalidade de cada uma, e distinguindo-as entre claras e escuras.




O objetivo do criador é atender a sociedade de forma geral, oferecendo o projeto para ser implantado aos setores públicos de saúde e educação. O projeto Color Add tem o apoio do Secretário de Saúde de Portugal, e já recebeu diversos prêmios e reconhecimentos de revistas conceituadas do mundo todo.
Quem sabe um dia o mundo inteiro possa adotar o Color Add?