Cuidado com a aspirina!

A revista científica JAMA Internal Medicine publicou recentemente um estudo realizado por cientistas da Universidade de Sidney, na Austrália, que indicou que o uso prolongado do ácido acetilsalicílico, principal substância da aspirina, dobra os riscos de degeneração macular relacionada à idade. 
Duas mil, trezentas e oitenta e nove pessoas com idades entre 60 e 65 anos aproximadamente foram submetidas a testes oftalmológicos a cada 5,10 e 15 anos, e um a cada dez usavam a medicação pelo menos uma vez por semana. O relatório acusou que 9,3% dos pacientes desenvolveram degeneração macular do tipo úmida (provoca inchaço e sangramento da retina), contra 3.7% de pacientes que não faziam uso da medicação. A evolução da doença pode acontecer rapidamente, em questão de dias, e pessoas com mais idade, que fumam ou possuem histórico familiar da degeneração são as que mais correm o risco.
Segundo o professor Jie Jin Wang, especialista em olhos da Universidade de Sydney, a descoberta pode fazer com que os médicos rediscutam a ingestão do medicamento com os seus doentes.
Os cientistas responsáveis ainda não descobriram quais são os procedimentos necessários para reverter a situação nestes casos. Portanto, vale sempre ressaltar a importância de não se auto medicar.