Cigarro x visão

A Organização Mundial da Saúde alertou recentemente que fumantes ativos ou passivos correm duas vezes mais riscos de desenvolver a cegueira. A degeneração macular, a catarata, o olho seco, a intolerância ao uso de lentes de contato (o que aumenta o risco de úlceras corneanas), a dificuldade para controlar conjuntivites alérgicas e o aumento da pressão intraocular, facilitando o surgimento e dificultando o controle do glaucoma, são os principais problemas ocasionados pelo tabaco.
De acordo com especialistas da área de saúde, o hábito de fumar favorece a manifestação das doenças citadas na medida em que as toxinas presentes no tabaco aumentam o estresse oxidativo da retina, fazendo com que apareça novos vasos sanguíneos anormais sob a mácula. Esses vasos, por serem anormais, deixam extravasar líquidos que danificam a visão, dando a sensação de embaçamento central.

Estudos recentes também relacionam uma maior incidência de estrabismo e hipermetropia em filhos de mães fumantes, além dos outros diversos problemas que já sabemos, como o descolamento da placenta, defeitos genéticos e até mesmo o aborto.

Portanto, averigue com cautela se o vício vale mais que a qualidade de vida e bem estar de todos que te cercam. Não é de agora que diversos canais de informação divulgam os males que o tabaco oferece aos seus usuários. Basta amar mais a vida acima de todas as coisas.