Lápis de olhos x saúde ocular

Qual mulher não gosta de ressaltar o olhar? Todas, né? Mas o que muitas não sabem é que essa região é tão sensível que deve ser cuidada com maior atenção. O uso de maquiagem em pessoas com maior predisposição à alergias pode ocasionar diversos problemas de diferentes graus, desde lacrimejamento e olhos vermelhos até fotofobia, coceira e edema na conjuntiva.

Os maiores vilões dos olhos são os lápis. O interior da marca d'água, região onde grande parte das mulheres aplicam o produto, possui orifícios das glândulas de Meibômio, responsáveis pela secreção de gordura, um dos componentes da lágrima. Quando essas glândulas sofrem uma obstrução, o risco de inflamação e infecção local aumenta, surgindo o famoso terçol e a blefarite, doenças estas que apresentam sintomas semelhantes à síndrome do olho seco.
Para evitar tal irritação, aconselha-se aplicar o lápis de olho na raiz dos cílios, e o produto deve ser de boa qualidade. É de suma importância também que a data de validade do produto seja respeitada, como já ressaltamos por aqui anteriormente, evitando assim a conjuntivite tóxica.
A limpeza correta também é fundamental para a boa saúde ocular. Demaquilantes bifásicos ou próprios para os olhos são os mais recomendados, além da limpeza nos cílios durante o banho com shampoo infantil. O processo deve ser feito sempre com os olhos fechados.
E vale lembrar que usuárias de lentes de contato podem (e devem) se maquiar, desde que sigam os simples passos corretamente, os quais já publicamos neste link aqui, e que garantem a acuidade visual em dia: higienização correta não só da lente, como do estojo e também de suas mãos, a ordem certa da aplicação das lentes e da maquiagem deve ser respeitada e sempre que possível, trocar os estojos de armazenamento por novos. Afinal de contas, é importante ficar tão bonita quanto saudável.