O fumo aumenta o risco de desenvolver catarata

Uma equipe de pesquisadores da Universidade da Suécia publicou recentemente que reduzir drasticamente a quantidade de cigarros ou parar de vez de fumar pode reduzir as chances de desenvolver catarata. A pesquisa foi realizada com mais de 40 mil voluntários do sexo masculino, que responderam diversas questões sobre seus hábitos de vida, como alimentação, prática de exercícios físicos, rotina profissional, além do principal: o vício do cigarro. 
O resultado apontou que o grupo de fumantes que consumia até quinze cigarros por dia tinham uma chance de 42% a mais de desenvolver catarata que os outros entrevistados. Os que pararam de fumar possuíam um risco de 20%.
Outro resultado importante apontado neste estudo foi que o desenvolvimento da catarata está relacionado ao consumo de cigarro e a sua quantidade. E por conta disso, mesmo que o fumante tenha largado o vício por mais de vinte anos, ainda sofria um risco maior que os não fumantes de desenvolver  a doença.
Apesar da pesquisa apresentar dados concretos, ainda é necessário a realização de novos estudos para saber realmente o quanto o tabagismo influencia no desenvolvimento da catarata, pois fumantes e não fumantes podem ter também outros tipos de hábitos não saudáveis, e consequentemente, apresentarem outras características que também possam levar à doença.