Visão do Futuro agitou as escolas paulistanas no final de semana

foto: Rafael Lasci
No último sábado (12) aconteceu a primeira etapa do projeto Visão do Futuro, uma ação realizada pela prefeitura que atendeu cerca de três mil alunos de 126 escolas da capital paulista com consultas oftalmológicas preventivas e reparadoras.

As crianças que foram atendidas fazem parte do Ensino Fundamental, de 6 e 7 anos. Todos passaram por testes de acuidade visual, aplicados por professores habilitados, dentro da própria sala de aula. Os estudantes que apresentaram alguma dificuldade ou sintomas foram encaminhados com os pais para clinicas oftalmológicas conveniadas ao projeto.
Os alunos contam com o apoio de educadores universitários do programa Escola da Família e professores mediadores na segunda fase, que desenvolvem atividades lúdicas e de orientação dentro do transporte, ao longo do percurso e no período de permanência na unidade de saúde. Os óculos são entregues em sala de aula, e os próprios alunos que escolhem o modelo e a cor de sua preferência.
Só no ano passado, o projeto atendeu aproximadamente 15 mil alunos e distribuiu cerca de 3.500 óculos. A ação é realizada com parceria da Secretaria de Saúde, o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e entidades oftalmológicas filiadas ao programa. 
A coordenadora do programa, Regina Gonçalves, alerta que a dificuldade do aprendizado pode estar ligada diretamente à deficiência visual da criança,  que muitas vezes ela nem sabe que tem. O projeto tem como objetivo reverter essa situação, que pode ser solucionada com um simples teste.

Informações: Secretaria de Educação do Estado de São Paulo