A moda e o olhar: dos anos 1930 ao 60


Já reparou como as coisas mudam no decorrer do anos? A forma de se vestir, os acessórios e até o comportamento sofrem alterações diversas, das mais sutis as mais gritantes, e a maneira que as pessoas, principalmente as mulheres, passaram a valorizar o olhar também acompanhou tais mudanças. Para perceber isto, basta fazermos uma pequena viagem ao tempo.


Nos anos 1930, as mulheres adotavam uma elegância refinada, e a principal característica eram as sobrancelhas totalmente depiladas e refeitas com lápis de olhos, geralmente com traços bem finos. As pálpebras recebiam um delineado diferente, como o contorno do côncavo, que se estendeu por diversas décadas até então. Os cílios sempre receberam a boa e velha máscara, curvando bem os fios. Foi nesta época que as maquiagens tornou-se algo acessível para mulheres que não possuíam poder aquisitivo alto.
Já na década de 40, por conta dos vestígios pós guerra deixados na economia mundial, a ausência de matéria prima para a fabricação de produtos voltados à estética fez com que muitas mulheres adotassem a naturalidade como realce da feminilidade. As sobrancelhas recebiam somente aquela limpeza dos pelinhos em excesso, e as empresas passaram a recarregar suas embalagens, pois o metal utilizado para tal estavam sendo destinados à indústria bélica. As sombras se tornaram seus grandes aliados, e os tons de cinza e marrom eram esfumados e responsáveis pelo toque final do realce ao olhar.




E toda a ausência de maquiagem dos anos 1940 foi compensada na década seguinte. As mulheres decidiram que deviam sim se cuidar e valorizar a vaidade, e adotaram diversas táticas que até hoje são utilizadas: o famoso delineado de gatinho e o batom vermelho. Os cílios postiços para valorizar os fios e a vaselina para dar volume aos lábios foram as grandes sensações da década de 1950, além dos eternos delineadores e máscara para cílios. As sombras e os lápis para olhos e sobrancelhas receberam materiais mais refinados e de qualidade em sua composição, incentivando ainda mais o consumo para as mulheres de qualquer classe social.





O olhar se tornou o maior, se não o principal ponto de destaque na maquiagem nos anos 1960. O ícone da feminilidade. A irreverência e inocência eram as principais características do realce no olhar, e foi nesta época que surgiu o famoso 'tudo nos olhos e nada na boca'. Cores fortes de sombras tomaram as prateleiras das perfumarias, caindo nas graças das garotas (rosa choque, violeta, verde e dourado eram os preferidos das jovens) marcando o início da cultura pop americana, a qual se expandiu por quase todo o mundo e que deu início à época mais marcante de todos os tempos: A década de 1970, que mostraremos no próximo post.