O que é nictalopia?

A nictalopia é popularmente conhecida como cegueira noturna, ou seja, é a dificuldade de enxergar em locais com iluminação reduzida. Trata-se de uma disfunção dos bastonetes, células responsáveis pela visão em ambientes com pouca luminosidade, causada por distrofias da retina, deficiência nutricional ou doenças congênitas.

Quem sofre de nictalopia também demora para se acostumar com a penumbra, além de ter a sensação de ter uma visão tubular. O paciente passa a adaptar a vida à essa condição, e consequentemente, não se incomoda com tais sintomas, mas é de suma importância investigar o motivo do problema, pois a nictalopia pode ser apenas um sintoma de alguma doença mais séria, como a retinose pigmentar, que pode vir a se tornar um edema macular, uma evolução da catarata, alterações de campo visual e piora da visão central, quando se trata de doenças mais agressivas.
A cegueira noturna pode ser também confundida com sintomas comuns de miopia e astigmatismo, e nesses casos o problema não é na retina, logo, a visão turva pode ser em qualquer hora do dia, e quando acontece a noite, pode ser por conta da dilatação natural da pupila, e disfunções da córnea podem ficar mais visíveis. 
Especialistas consideram que a nictalopia é mais um sintoma do que uma doença, e que a deficiência de vitamina A causada pela cegueira noturna pode trazer consequências severas, como úlcera de córnea. Por isso, é necessário procurar um especialista para diagnosticar precisamente quais são os problemas enfrentados pelo paciente, para assim tratar adequadamente. Distrofias e cataratas são doenças com tratamentos simples, e que não diagnosticado e tratado em tempo, pode levar a cegueira completa.