Uma em cada cinco crianças em idade escolar usa óculos

O grande número de tarefas e o uso abusivo de computadores e tablets são as principais causas que levam um quinto das crianças em idade escolar usarem óculos, e isso tende a aumentar a cada ano. Crianças da pré escola representam 7% deste número, contra 20% de alunos na idade escolar, entre 16 e 17 anos. As informações são da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO).

O excesso de televisão e exposição à luz artificial também são fatores responsáveis pelo aumento de refração como a miopia. Estes números ressaltam a importância de levar a criança à um oftalmologista periodicamente a partir dos 3 anos de idade, pois quanto mais cedo o problema refrativo for detectado, mais fácil de 'tratar'. A miopia, astigmatismo, hipermetropia, estrabismo, doenças da retina e vias lacrimais, retinoblastoma, glaucoma congênito e a retinopatia da prematuridade são as doenças e refrações apresentadas nesta faixa etária. 


Os especialistas alertam que é imprescindível a atenção dos pais no comportamento de seus filhos quando pequenos, pois somente assim é possível perceber que há algum problema na visão da criança. Nesta fase, os pequenos costumam ser muito ativos e curiosos, o que dificulta um pouco essa 'investigação', mas na escola ou enquanto eles fazem as tarefas em casa pode ser a melhor hora para prestar atenção nos sinais e dificuldades. Veja se o seu filho assiste televisão muito perto da tela, se demonstra irritabilidade com a luz quando brincam ao ar livre ou se os olhinhos estão vermelhos ou produzindo pouca lágrima. Se alguns destes sinais forem apresentados, um especialista deve ser consultado.