Olhos x coração

A idade dos 40 anos é marcada por algumas mudanças na saúde de uma pessoa. É nesta fase que os olhos começam a dar indícios de cansaço, e consequentemente, a visita ao oftalmologista se faz necessária. É também aos 40 que os primeiros problemas cardiovasculares surgem e muitos exames de vista podem indicar não só este problema, como também hipertensão, colesterol e diabetes.
Pesquisadores da Universidade de Washington e Michigan, nos Estados Unidos, fizeram um estudo para averiguar o quanto a poluição pode comprometer o funcionamento cardíaco, e descobriram que os efeitos poderiam ser avaliados pelos olhos. Isso porque os vasos sanguíneos da cavidade ocular são semelhantes aos vasos existentes no coração, e ambos são afetados pelos mesmos fatores de risco. Podemos usar como exemplos de fatores de riscos a alimentação inadequada, a obesidade e o sedentarismo, que afetam não só a retina e a acuidade visual, como também o coração. 
Pensando nisso que a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) convoca homens e mulheres que atingiram esta idade para fazer exames dos olhos. O objetivo da campanha é avaliar a saúde ocular da população e fazer um check up no coração dos pacientes na melhor idade. No Brasil, a procura periódica pelo oftalmologista é quase rara, e ocorre somente quando há a necessidade de renovar uma carteira de habitação, por exemplo, ou quando de fato a pessoa sente algum desconforto nos olhos ou na acuidade visual. A precaução quase nunca é levada em conta. 
Quando os testes indicam alterações cardíacas, o paciente é encaminhado para realizar outras análises clínicas para avaliar o sistema cardiovascular. E uma coisa muito importante a ser frisada é que a procura por uma avaliação especializada não deve demorar. Em alguns casos, como as diabetes, a visão comprometida já é indício que a situação da doença já está em descontrole, o que pode acarretar em uma série de danos irreversíveis.