Adolescentes e os cuidados com os olhos

Atualmente os adolescentes passam grande parte do seu tempo em frente aos tablets, smartphones e computadores. Quando não é isso, estão em frente à uma TV jogando vídeo game. O que muitos pais não se lembram é que esse uso exagerado levam seus filhos à arriscarem suas saúdes oculares com um desconforto conhecido como astenopia.
Os olhos passam por um processo de desenvolvimento até os 21 anos, e o uso destes dispositivos de forma alterada e controlada é essencial para descansar a visão. Além disso, a postura nos estudos também pode influenciar na saúde ocular, já que quanto maior a fixação dos olhos em algum ponto como cadernos e livros, maior a predisposição a síndrome do olho seco, pois se pisca menos. O ideal é fazer uma pausa a cada duas horas.
Se há registros de problemas oculares na família, é muito importante marcar uma visita anual  com o oftalmologista para o adolescente. Assim, o médico conseguirá acompanhar o crescimento dos olhos de seu filho e averiguar se há normalidade em seu desenvolvimento visual. E se atente às suas queixas, como sonolência, dores de cabeça, dificuldade de enxergar a lousa na escola e olhos secos constantes. Isso pode ser um sinal de quem há algum problema e pode afetar o desempenho escolar do adolescente.