Mudar a cor dos olhos com cirurgia é seguro?



Recentemente, diversos veículos da mídia anunciaram que a empresa californiana Stroma Medical desenvolveu uma técnica capaz de transformar a cor dos olhos com uma simples cirurgia a laser. O procedimento já foi realizado em pacientes no México e Costa Rica em apenas 20 segundos por 5 mil dólares cada, e apesar de ainda não ter sido aprovado pelas autoridades regulatórias americanas, Gregg Homer, criador da empresa, garante que a perturbação ao pigmento da íris oferece um resultado positivo e que o método não é invasivo.
Se você retira esse pigmento, a luz pode entrar no estroma, as pequenas fibras que parecem raios de bicicleta, e reflete apenas as onda mais curtas, a faixa azul do espectro”, diz Homer.
Mas há quem discorde. Médicos especialistas argumentaram em entrevista para a CNN que o laser pode secar canais oculares, além de aumentar a pressão interna e aumentar riscos de doenças como o glaucoma. Isso porque o método utilizado na cirurgia consiste em 'retirar' a fina camada de pigmento (melanina) depositada sobre a íris, clareando gradualmente os olhos.
Na dúvida, é melhor investir em lentes de contato coloridas, não é mesmo?