Game pode ser o melhor tratamento para a ambliopia



Recentemente, a Revista Exame publicou uma reportagem que deixará muita gente animada, principalmente os apaixonados por games e tecnologia: a empresa Ubisoft acaba de lançar o Dig Rush, um jogo para tablets criado para tratar a ambliopia, a famosa doença do olho preguiçoso. O desenvolvimento contou também com a parceria da startup de tecnologia para saúde Amblyotech, e com uma técnica patenteada por inventores da universidade canadense McGill.
O objetivo do jogo é forçar os olhos do paciente a focar corretamente na imagem para poder jogar, pois os personagens e cenário estão postos sobre um fundo que pode ser vermelho ou azul, e os jogadores devem usar óculos que filtram uma cor ou outra dependendo do olho. "A única maneira de jogar é forçando o paciente a usar ambos olhos", explicou Mathieu Ferland, produtor-chefe da Ubisoft. "Este tratamento treina o cérebro na utilização dos dois olhos".
O próximo passo é a busca da aprovação das agências reguladoras norte-americanas para que o jogo seja prescrito por especialistas, e a implantação de tablets nos consultórios para ser usado como ferramenta para o tratamento, já que os testes do Dig Rush mostraram 90% de eficiência em seus testes. Os tratamentos usados atualmente consistem em colocar um tampão no olho deficiente do paciente, a apesar de ser um método antigo, acaba tirando a percepção 3D da pessoa, por exemplo.
A ambliopia é uma enfermidade em que o olho fica fora de sincronia com o cérebro e se não tratada corretamente, pode levar a cegueira. É muito confundida com o estrabismo e atinge cerca de 3% da população mundial. O olho preguiçoso faz com que um olho tenha menos utilidade que o outro, e para se ajustar, o cérebro responde à isso 'confiando' somente no olho saudável. Por conta disso, o olho do paciente parece estar visualmente desalinhado ao outro. Com o passar do tempo, a visão afetada acaba perdendo totalmente a sua função.

Conheça o trailer do Dig Rush: